Home Notícias ARTIGO | Muticom 2019: compromisso da Arquidiocese de Goiânia

ARTIGO | Muticom 2019: compromisso da Arquidiocese de Goiânia

por Marcus Tullius

Muticom 2019: compromisso da Arquidiocese de Goiânia

Ir. Diego Joaquim, C.SsR.
Coordenador da Pastoral da Comunicação para o Regional Centro-Oeste da CNBB

O Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, já no primeiro capítulo, fala da necessidade que temos de compreender profundamente as pessoas e a sociedade em que vivemos, para que a nossa ação evangelizadora tenha êxito. Diz o texto: “Essa compreensão passa necessariamente pelo entendimento do mundo de hoje, sujeito a rápidas mudanças e agitado por questões de grande relevância para a vida de fé” (Doc. 99 da CNBB, n. 11).

Sendo assim, em julho de 2019, um evento vai promover o diálogo entre os agentes de comunicação da Igreja no Brasil para a discussão de temas atuais: será a 11ª edição do Mutirão Brasileiro de Comunicação, o Muticom. O encontro, realizado pela primeira vez em Goiânia (GO), será um espaço para a formação, a exposição das iniciativas já realizadas e o amplo debate, com presença de grandes pensadores na área para uma reflexão sobre as perspectivas da comunicação na Igreja e na sociedade.

A decisão de acolher o evento foi do arcebispo metropolitano, Dom Washington Cruz, e a missão foi assumida publicamente no encerramento do 10º Muticom, em Joinville (SC), em 2017, quando Dom Levi Bonatto, bispo auxiliar, recebeu, em nome da Arquidiocese de Goiânia, o símbolo do Muticom. A próxima edição ainda está sendo projetada, com a formação de uma equipe composta por comunicadores convidados do meio profissional e acadêmico de diferentes regiões do país, além de representantes da CNBB e lideranças pastorais da cidade que sedia o evento.

No entanto, a mobilização em torno do Muticom já começou. Desde o mês de abril deste ano, teve início um passeio com o símbolo do evento pelas dioceses do Regional Centro-Oeste. Aproveitando a articulação dos agentes da Pastoral da Comunicação, estão sendo realizados ao longo de 2018 os chamados “Mutirões Diocesanos”.

Até lá, a Arquidiocese tem a oportunidade de vivenciar uma dinâmica crescente de articulação no campo da comunicação, especialmente dos agentes de Pascom. Isso porque a dinâmica dessa pastoral – quando busca ser efetiva em prol do crescimento da comunidade –, procura, a partir de uma efetiva formação dos agentes, colaborar com a articulação da comunidade, produzindo meios de serviço à ação de toda a pastoral, fundamentada numa espiritualidade missionária.

Não se trata, portanto, de um Mutirão de Comunicação em que Goiânia receberá comunicadores de todo o país, mas de uma ocasião para fortalecer essa dimensão pastoral na Arquidiocese. O Vicariato para a Comunicação é a referência nesta missão, e cada paróquia e comunidade pode incentivar seus agentes a ampliar suas ações, ou iniciar a missão. Nesse sentido, é fundamental o estudo do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, o Documento 99 da CNBB, que pode ser adquirido nas livrarias católicas.

E assim, Goiânia prepara-se não apenas para o Muticom 2019, mas também para atender uma orientação de São João Paulo II: “Não basta apenas utilizar a mídia para difundir a mensagem cristã e o Magistério da Igreja, mas é preciso integrar a própria mensagem nessa nova cultura criada a partir da comunicação moderna” (Redemptoris missio, n. 37).

Você pode gostar