Home Notícias “É preciso lidar com o envelhecimento de forma consciente”, afirma professora Lisa Valéria

“É preciso lidar com o envelhecimento de forma consciente”, afirma professora Lisa Valéria

por Marcus Tullius

Você sabe o que é envelhecimento ativo? Ou então, envelhecimento bem sucedido? O tema foi abordado na trilha da Responsabilidade Social, durante a palestra “O envelhecimento e seus desafios”, ministrada pela coordenadora do Programa de Gerontologia Social da PUC Goiás, a fonoaudióloga e especialista em gerontologia Lisa Valeria.

A palestrante expôs as implicações do processo de envelhecimento ligados à fragilização das relações, à diminuição da capacidade de autonomia e aos aspectos sociais da estereotipação do velho. Para ela é lançado sobre a pessoa que envelhece um olhar de lazerização, medicação e incapacidade, que acaba por invisibilizar o velho na sociedade, nega-lhe a existência enquanto individuo pensante, com necessidades particulares e anseios.

Vinda de Fortaleza, a participante do mutirão Maria Lucineide, de 55 anos, conta que ingressou na faculdade aos 50 anos. Ela acaba de concluir sua pós-graduação e acredita que é necessário estar alerta e em constante movimento. “Quando vi que meus filhos já estavam criados percebi que teria de cuidar de mim. Foi então que entendi que não poderia me intimidar com a minha idade, mas ir em busca dos meus sonhos”.

Repensar os conceitos do envelhecimento é necessário, reforça Lisa. “Se tem que entender que envelhecer é um processo fisiológico e que traz consigo a perda de capacidade funcional e habilidades de autonomia, um processo natural que precisa ser entendido como realidade. É uma fase de vida que vai além de lazer”, explicou.

Texto: Victorio Bastos, acadêmico da PUC Goiás, sob orientação da professora Lara Guerreiro

Você pode gostar