Participantes falam sobre suas expectativas para o maior evento de comunicação eclesial do país

Participantes falam sobre suas expectativas para o maior evento de comunicação eclesial do país

23/07/2021 . Notícias do Muticom

Nesta sexta, 23, e sábado acontece o Mutirão de Comunicação, maior evento de comunicação eclesial do país. Em sua 12ª edição, de forma totalmente online, o evento conta com mais de 5 mil inscritos, em 6 conferências, apresentações culturais, reflexões e diálogos. A temática principal será “Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas”.

O portal da CNBB conversou com alguns inscritos no evento para saber sobre suas expectativas. Everton Barbosa, assessor de comunicação da Arquidiocese de Maringá (PR) e apresentador do programa Bispos do Brasil, pela TV Evangelizar, participou do último Mutirão em Goiânia (GO), ainda presencial. Ele contou que a expectativa para este é diferente:

“Surge uma alegria em nosso coração ao poder ver o rosto de tantos amigos comunicadores deste Brasil. Por outro lado, também há um sentimento ainda não trabalhado, que é difícil descrever. Um misto de tristeza pela perda de tantos amigos comunicadores, por causa da Covid-19, mas de esperança por uma comunicação renovada, a partir da verdadeira solidariedade. Será um momento marcante, de profunda reflexão por uma comunicação humanizada. O Muticom nos dá esperança”, disse.

Padre Luís Modino, jornalista no regional Norte 1 da CNBB, disse que é a primeira vez que irá participar do Mutirão. Para ele, o evento é muito importante na comunicação da Igreja. “Comunicar é algo que a Igreja não pode deixar de lado, pois na medida em que comunicamos anunciamos a notícia, e nós como discípulos de Jesus Cristo, somos chamados a anunciar a boa notícia do Evangelho”, disse.

“Quando a gente faz uma boa comunicação, estamos fazendo uma boa evangelização. Também tomar consciência de que comunicamos em nome da Igreja e por isso caminhar com a CNBB e com a Comissão para a Comunicação é uma atitude que nos ajuda a viver essa comunhão e a estabelecer redes e comunidades que fazem com que aquilo que acontece nos diferentes lugares do Brasil seja espalhado e possa ajudar a construir uma Igreja onde todos sejamos protagonistas, e possa ser vivida a sinodalidade e comunhão que devem estar presentes em nossa caminhada”, finalizou.

Apesar de já ter participado de outros eventos regionais e nacionais de comunicação, esta será a primeira experiência da Thalia Gonçalves, jornalista na arquidiocese de Mariana (MG), no Mutirão de Comunicação:

“Por isso, estou ansiosa para o evento. Acredito que será uma experiência enriquecedora de discutirmos, à luz do Evangelho, sobre práticas a fim de construirmos uma comunicação que seja integral, acolhedora, empática e responsável”, disse.

Transmissões nas Redes Sociais

O evento será transmitido nas redes sociais da CNBB (@cnbbnacional)  e do Mutirão de Comunicação.

23/07 – Oração e Solenidade de Abertura, 17h
24/07 – Anúncio dos finalistas dos Prêmios de Comunicação da CNBB e entrevista sobre a conclusão com dom Joaquim Giovani Mol, às 17h30

“Finalmente chegou nosso tão esperado Mutirão de Comunicação 2021. Mais de 5600 comunicadores de todo o Brasil se inscreveram. É um número recorde. Peço a oração de todos para o sucesso do evento”, exortou a assessora de Comunicação da CNBB, Manuela Castro.

Veja Também

Promoção:
Realização:
Patrocinadores:
APOIO: